Mensageiras/os da Divina Providência

Histórico

A Congregação das Irmãs da Divina Providência, fundada por Pe. Eduardo Michelis, teve desde o início a presença das leigas(os), colaborando na fundação e vivenciando a profunda confiança na Divina Providência, sendo providência para as órfãs e as Irmãs. No Capítulo Geral de 1988, foi lançada a ideia de partilhar a Espiritualidade Trinitária Providente com leigos/as, sugerindo que as Províncias fossem criativas, na convicção de que uma grande caminhada começa com o primeiro passo, seguido de muitos. Em 1991, no Conselho da Congregação, em Malawi (África), se partilhou os passos dados e deu-se um novo impulso para a caminhada.

Felizmente, em 1992, o Sínodo dos Bispos na América Latina, veio confirmar este processo, pois teve como grande prioridade: o protagonismo dos leigos/as. Isto confirmou as e os religiosos a partilhar a riqueza de sua espiritualidade, na certeza de que Deus caminha conosco, sendo fonte de amor inesgotável para todos. O Capítulo Geral de 1994, retomou a proposta, com as seguintes palavras: “…nossa Opção nos interpela a partilhar nossa Espiritualidade com leigas/os. Comunidades abertas podem criar espaço de acolhida, onde as pessoas interessadas possam partilhar de nossa Espiritualidade. A Província constitua uma equipe para assumir esta responsabilidade.”

A Província de Porto Alegre e as Regiões Autônomas de Lajeado e São Miguel do Oeste, perceberam a necessidade de uma animação conjunta para as dezenas de grupos existentes. Realizou um ENCONTRÃO com 450 participantes, entre integrantes de grupos e simpatizantes, inclusive representantes do Paraguai e das Províncias de Curitiba e Florianópolis. Foi um dia celebrativo, em 03/09/2000, em Venâncio Aires-RS, desenvolvendo o tema: Deus Trindade Providente. Foi um evento do Espírito que deu novo impulso à caminhada.

As Províncias assumiram a proposta. Chegou o momento de se articular as iniciativas, passando a ter um projeto comum. Isto aconteceu em junho de 2001, quando se reuniram Irmãs, representantes de todas as Províncias e Regiões Autônomas da América Latina, em Lajeado-RS. Partilhando os passos dados e definindo um objetivo comum, com justificativa e princípios orientadores para o projeto. Decidiu-se continuar com este tipo de encontros, integrando leigas/os na equipe, por se tratar de um projeto comum: leigas/os e Irmãs.

Em maio de 2002, realizou-se o segundo Encontro Latino-americano, corri participação de leigas/os, em Curitiba. Foram estudados documentos da Igreja que tratam sobre o protagonismo dos leigos; o que a Vida Religiosa na América Latina fala sobre a partilha dos Carismas Congregacionais com leigas/os e o que nossa Congregação já fez, faz e sonha em relação a esta questão.

 

Objetivo Geral

Partilhar o carisma e a espiritualidade na reciprocidade: Irmãs e Mensageiras/os da Divina Providência, vivenciando o Deus Providência, em vista da missão.

Justificativa

As Irmãs da Divina Providência colaboram com o protagonismo das(dos) leigas/os), partilhando a riqueza do carisma e da espiritualidade da Congregação que é dom do Espírito Santo dado à Igreja e à humanidade, acolhendo a sua contribuição na tríplice dimensão de sua vida: na comunidade, na missionariedade e na oração, com a certeza de que o Deus Providência caminha junto, sendo fonte de amor inesgotável para todos.

Leigas e leigos, compartilham da mística do Deus Providência, orientando seu viver e agir, comprometendo-se com a opção da Congregação – Capítulo Geral 1988: “Interpeladas pelo grito de nossos irmãos e irmãs oprimidos em sua dignidade humana e impulsionadas pelo Deus Vivo, queremos, como Irmãs da Divina Providência comprometer-nos profética e solidariamente com eles e elas em busca da libertação”:

Nesse encontro, após longa reflexão, as/os leigas/os definiram um nome para o grupo que busca sintonizar e vivenciar a espiritualidade de Pe Eduardo Michelis: MENSAGEIRAS/OS DA DIVINA PROVIDÊNCIA (MDP).

Depois disso, muitos outros encontros foram e estão acontecendo a nível local, regional e Latinoamericano, para intensificar o aprofundamento dos dons da Congregação e fortalecer os passos na caminhada conjunta. Nos pequenos grupos, são realizados momentos de estudo, retiros e leitura orante da Palavra de Deus. Atualmente, busca-se envolver sempre mais pessoas para somar nesse projeto e viver a fé juntamente com as Irmãs.



O que é ser Mensageira/o da Divina Providência?

(Mensageira/o é aquela pessoa que leva uma mensagem de alguém para outra pessoa).

Ser Mensageira/o da Divina Providência é envolver-se na irradiação e na partilha da riqueza do Carisma e da Espiritualidade das Irmãs da Divina Providência.

O que é carisma?

São os dons que cada pessoa recebe de Deus e que os cultiva e partilha com os outros. Assim, ser Mensageira/o da Divina Providência significa anunciar a Boa Nova de Jesus no mundo e aprender a viver como Maria, nossa Mãe, que foi a grande mensageira do amor de Deus.

Pe. Eduardo Michelis recebeu um dom, a graça de crer e confiar na Providência de Deus e transformou esta fé na espiritualidade que foi legada à Congregação das Irmãs da Divina Providência. Então, as Mensageiras/os da Divina Providência e as Irmãs, são chamadas/os a dar continuidade a herança do carisma que Eduardo nos deixou e atualizá-lo conforme as necessidades de hoje.


Ouvir e atender o chamado…

Todas/os que sentirem o convite para integrar este dinâmico trabalho das/os Mensageiras/os da Divina Providência estarão colocando seus dons a serviço da Santíssima Trindade: Pai, Filho e Espírito Santo, como fizera Eduardo Michelis e fazem as Irmãs. Todas nós, batizadas, recebemos dons do Espírito Santo, que nos fazem entender e manifestar a vontade de Deus a serviço do Reino.